blog

Aniversário de Belém do Pará: 403 anos de história e progresso

Postado em 12 de janeiro de 2019 | Belém do Pará, Desenvolvimento, Progresso

A capital paraense completou no dia 12 de janeiro exatos 403 anos de história. No aniversário de Belém do Pará, nada melhor do que relembrar a história dessa cidade encantadora e conhecer um pouco mais sobre os fatores que levaram ao progresso dela.

Se você ainda não conhece Belém do Pará, não sabe o que está perdendo. Se já conhece, aproveite a chance para descobrir mais sobre a cidade e se apaixonar ainda mais por ela. Entenda porque a Eunos é uma grande fã de Belém do Pará!

A fundação da cidade de Belém do Pará

A cidade foi fundada em 12 de janeiro de 1616 pelos colonizadores portugueses inicialmente sob o nome de Santa Maria de Belém do Pará. Como estrangeiros de vários países da Europa já haviam chegado a São Luís, no Maranhão, a coroa portuguesa temia que eles pudessem tentar invadir outras partes do Norte do país.

O então Capitão-Mor do Rio Grande do Norte, Francisco Caldeira Castelo Branco, ficou encarregado de ocupar e proteger a região do rio Amazonas contra as tentativas de invasões de holandeses, franceses e ingleses.

Acredita-se que o nome de Belém tenha sido dado pelo capitão porque a expedição saiu de São Luís na época do natal. Após navegar por cerca de 20 dias, o grupo encontrou um lugar onde poderia ser construído um forte para proteger a região de possíveis invasores.

Assim, a primeira construção executada na cidade foi esta fortificação, que posteriormente ficou conhecida como Forte do Castelo e atualmente é um dos pontos mais famosos de Belém do Pará. A cidade começou a se desenvolver e teve vários períodos importantes em sua história.

Desenvolvimento e progresso

Economicamente, o período mais importante para Belém do Pará foi o chamado ciclo da borracha que aconteceu entre 1879 e 1912. Nessa época, a região amazônica passou por grande desenvolvimento devido ao enorme fluxo de pessoas e comércio na região causado pela extração de látex das seringueiras.

Durante o ciclo da borracha, Belém do Pará chegou a figurar entre as cidades mais desenvolvidas do Brasil e ganhou diversas construções importantes, como cinema, teatro e palácios. O governo local aproveitou os ganhos obtidos com a extração de latex para modernizar a cidade e melhorar sua infraestrutura.

Mesmo com o declínio da produção da borracha, Belém do Pará mantém até hoje o status de uma das principais cidades portuárias da região norte, escoando muitas das riquezas extraídas e produzidas no estado.

Motivos para amar Belém do Pará

A cidade atualmente tem cerca de 1,5 milhão de habitantes e não deixa a desejar em comparação com outras grandes metrópoles brasileiras. Veja alguns dos motivos que fazem Belém do Pará valer uma visita!

Riqueza cultural e culinária

Ao chegar a Belém, é impossível não ficar impressionado com a mistura de cores, sabores, clima e pessoas que se pode encontrar pela capital. Uma mistura de sol, chuva e vento torna o clima da cidade indecifrável para quem vem de fora.

Flora e fauna diferentes de tudo que você já viu, uma infinidade de frutas exóticas, diferentes pratos típicos da região, peixes variados e muito mais. A cultura e a culinária de Belém são realmente de encher os olhos.

Mercado Ver-o-Peso

Um dos mercados públicos mais antigos do Brasil, o Ver-o-Peso existe desde 1625 e certamente é um dos mais famosos do país. Com peixes, frutas, loções, óleos, castanhas, temperos, ervas e muitos mais, o mercado tem de tudo um pouco e é parada obrigatória tanto para locais quanto para turistas.

Arquitetura única

A cidade conta com construções fantásticas, muitas das quais estão bem preservadas e atraem a visita de inúmeros turistas todos os anos. Além do próprio Forte do Castelo, pode-se ver também a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, o Teatro da Paz, a Catedral Metropolitana de Belém e diversos casarões, museus e praças. Basta manter os olhos atentos e você também vai se encantar por Belém do Pará.
E você, concorda com a gente sobre os encantos de Belém do Pará? Compartilhe o texto nas suas redes sociais para que seus amigos também conheçam a riqueza da cidade!

Fonte da imagem: Wikipédia, a enciclopédia livre.